Em uma pesquisa realizada pelo Gartner recentemente foi apontado que 70% das organizações tem em média 30% de discrepância entre o uso de software e o planejado em budget.

Hoje as empresas destinam entorno de 20% do seu budget de TI para licenciamento, investimento. Segundo dados de mercado, após a implementação da gestão de ativos, de 20% a 30% das empresas obtiveram o ROI no primeiro ano.

Neste cenário, uma empresa do setor de transportes precisava fazer o levantamento do seu ambiente de software e hardware porque entendiam que era necessário ter uma visão precisa dos seus ativos, para reduzir custos, riscos de conformidade e tornar seu ambiente de TI menos complexo.

Analisando a situação, a Processor identificou que a resposta para a necessidade do cliente era realizar a gestão de seus ativos, através de uma solução em nuvem para inventariar, controlar e otimizar o uso do parque de software e hardware instalado no ambiente empresarial.

Com isso foi possível ter um inventário específico e acompanhamento constante da evolução, sendo flexível e com uma ótima relação custo-benefício. E ainda podendo identificar possíveis gaps em softwares de aplicativos e servidores que a empresa necessitava regularizar.

Evolua sua organização também para modelos de software como serviço com as soluções Processor!​