Processor News
BLOG

​​​​​
novembro 29
Empresas disruptivas andam rápido

É ilusão acreditar que o seu mercado de atuação não será transformado. Todos os negócios estão sendo repensados e um modelo vencedor pressupõe que as empresas tenham em mente a necessidade da rápida adaptabilidade aos novos e urgentes anseios dos consumidores.

As tecnologias digitais já não são mais apenas serviços de suporte para os negócios – se tornaram fundamentais na inovação, crescimento, competitividade e aumento de receita.

2017_11_29_14_23_47_Processor_News.png

 

O jogo está só começando e as organizações que vão liderar os processos de disrupção no mundo são, justamente, as que conseguirem agir rápido. Um cenário como esse é inquietante e causa receio. São tantas as tecnologias consideradas propulsoras e essenciais desse movimento, como Cloud, Mobile, Big Data, Internet das Coisas, Inteligência Artificial, que fica difícil saber por onde começar.

Por isso, fazer a curadoria de tantas tecnologias e ajudar as empresas a caminharem passo a passo nessa transformação é o propósito da Processor. “Essa é uma onda que o mundo está surfando, mas o grande mérito da Processor é ter uma abordagem pé no chão e ofertar uma série de entregáveis que ajudam os clientes a fazerem esse movimento com calma”, explica o diretor da área de Transformação Digital da Processor, Raffaele Veschi.

Análise situacional

A análise situacional é uma das etapas mais importantes deste trabalho de apoio à transformação que a Processor vem realizando com clientes como Paquetá Calçados, Libbs e Lojas Colombo, apenas para citar alguns.

É o ponto zero, onde o time da empresa faz o diagnóstico da realidade do cliente, conhece a sua estratégia e, a partir disso, passa a entender o que fará sentido para ele. “Com base nisso, fazemos um roadmap e passamos a entregar uma série de soluções aderentes e que possam apoiar o cliente nesta transformação, como marketing digital, inteligência de mercado e relacionamento e gestão digital”, explica Veschi.

Renato Cohen, pré-vendas da Processor, concorda que esse ponto de partida é um dos grandes diferenciais da oferta da Processor. “Todos falam em transformação digital, mas essa abordagem inicial da análise situacional é relevante e nos permite direcionar o que o cliente está precisando e, desta forma, percorrer essa caminhada com inteligência”, relata.

Leque de opções

Pense em um leque de opções que as e mpresas podem acessar de acordo com a etapa de transformação que irão trilhar. Pois é isso que a Processor oferece aos seus clientes que estão fazendo a jornada de evolução dos seus negócios.

Depois de entender o que faz sentido para o cliente e o que será mais aderente, a Processor entra com o seu portfólio robusto de soluções. Neste caso, Cohen faz questão de explicar que transformação não se trata apenas de tecnologia. Muitas vezes, é preciso percorrer etapas anteriores.

Muitas empresas ainda nem estão se comunicando direito com os seus públicos e não sabem como explorar esse caminho. “Não é só evoluir para um modelo digital, mas cuidar com mais atenção dos processos internos e relacionamentos”, pontua.

A Processor possui tecnologias que estimulam a transformação, como Cloud, Big Data, Mobilidade, mas com toda uma infraestrutura por trás, suportando cada ação. Isso inclui a capacidade de cruzar dados da empresa com insights do mercado para gerar inteligência competitiva, lançar mão de Inteligência Artificial para gerar ganhos com a automatização de processos e melhorar a qualidade do atendimento e a gestão dos seus sistemas internos. “A nossa abordagem não é a tecnologia em si, mas os processos que vamos desenvolver para apoiar a transformação dos negócios dos nossos clientes”, acrescenta Veschi.

Conheça alguns cases de clientes que estão nesta jornada de Transformação com a Processor! Paquetá CalçadosLibbs e Lojas Colombo 


outubro 24
Novidade no SpotFinder!!!

​A nova versão do SpotFinder traz ingressos de parques, passeios, museus, city tours, shows e diversas outras atrações para você aproveitar em sua próxima viagem, confira: https://goo.gl/Jm37dc

Em parceria com o CompraDeIngressos.com.br, você já tem acesso pelo SpotFinder à compra de tickets para conhecer diversas atrações nas cidades de Rio de Janeiro - RJ, Gramado - RS, Salvador - BA, São Paulo - SP, Maceió - AL, Fortaleza - CE, Natal - RN, Foz do Iguaçu - PR, Camboriú - SC e Ilhéus - BA.

A tela inicial do aplicativo agora mostra 3 sessões para você explorar o melhor do entretenimento e lazer perto de você: ingressos de filmes, shows e turismo; consulta dos melhores locais próximos e roteiros turísticos de todo o Brasil, experimente!

compradeingressos.png
 

Siga o SpotFinder no Facebook em fb.com/SpotFinderBR e acompanhe as próximas novidades.

 O SpotFinder está disponível nas lojas:

 ▫ Google Play: https://goo.gl/jijWeg

▫ App Store: https://goo.gl/K6jLs5

 SpotFinder - Você perto de tudo

www.spotfinder.com.br

outubro 19
Parceiros Voluntários

​A Parceiros Voluntários é uma Organização Não-Governamental, sem fins lucrativos, apartidária, criada em janeiro de 1997, que tem como propósito "vivermos em uma sociedade sustentável, tendo por base pessoas éticas e participativas".

A Processor é uma das mantenedoras há 20 anos e recentemente recebeu Honra ao Mérito por esta dedicação e comprometimento. Perdeu essa matéria? Clique aqui

Essa semana ocorreu a reunião do Conselho com a apresentação dos projetos desenvolvidos ao longo de 2017.

blog-PV-02.jpg
 

Marketing Processor

 

setembro 14
Transformação digital exige novo mindset das empresas

Imagem5154.jpg

Toda indústria, mais cedo ou mais tarde, vai ser tocada pela transformação digital. Não há para onde correr. A tecnologia viabilizou que os consumidores tivessem mais autonomia para pesquisar e comprar produtos e serviços. Mostrou que novos modelos de negócios são possíveis e que, muitas vezes, isso pode significar mais facilidade, qualidade e menores custos. 

Uma nova cultura começa a surgir, dentro de uma perspectiva de uso mais inteligente, econômico e eficiente dos bens. Compartilhamento de produtos, como carros ou casas, colaboração na criação de novas ideias e experimentação começam a fazer parte do pensamento do novo consumidor.

É um cenário cheio de possibilidades e, ao mesmo tempo, desafiador. Especialmente para as corporações que se acostumaram a seguir um modelo até então vencedor de se relacionar com os seus públicos e agora percebem que isso começa a fazer parte do passado. “As empresas precisam ter coragem de abdicar de como elas operam hoje, mesmo que isso ainda esteja dando certo, e evoluir para um novo patamar”, afirma o presidente do Grupo Processor, Cesar Leite.

As startups, que surgem com operações 100% digitais e já alinhadas com essa nova mentalidade, saem na frente. Estão aí nomes como Uber, Airbnb, Neftlix e WhatsApp para comprovar isso. As atenções agora se voltam para os players tradicionais de segmentos como indústria, varejo, educação e saúde, que precisam se reinventar. 

Para isso dar certo, a receita é construir um novo modelo mental dentro das empresas e usar tecnologias como Cloud, Big Data, Mobilidade, Social Business e Internet das Coisas (IoT), que estão aí para suportar toda essa mudança e também para ajudar as empresas a terem estruturas mais flexíveis para o desenvolvimento de novos projetos. 

“Não é fácil reposicionar os negócios, especialmente para operações com décadas de atuação e consolidadas. As mudanças podem ser graduais, desde que comecem logo”, sugere Cesar Leite. 

Quando o assunto é a transformação digital, as empresas brasileiras encontram-se em vários graus de maturidade. De forma geral, estão melhores as que enfrentam muita competição e possuem operações em que precisam estar mais próximas dos clientes, como o varejo, explica o gerente de pesquisa e consultoria da IDC Brasil, Pietro Delai. “Se fosse para traçar uma média com os mercados globais mais pujantes, então estamos devendo. A maioria das nossas companhias ainda está engatinhando”, relata.

Estudo do Gartner apresentado ao mercado em setembro revela que os CEOs globais entendem que os negócios digitais são significativos o suficiente para garantir que sejam liderados pessoalmente. Metade dos entrevistados espera ver uma grande transformação digital em seus setores dentro de cinco anos. 

Processor apoia clientes nessa jornada de mu​danças

Envisionar e revolucionar a produtividade dos negócios das organizações é a missão da Processor.​

O cenário atual é disruptivo. As mudanças do próximo ano podem ser mais impactantes que as das últimas décadas. É por isso que a Processor quer estar próxima aos clientes, para ajudá-los a identificar o que faz parte da sua proposta de valor e o que é preciso para eles se posicionarem de forma diferente, deixando de lado os processos menos eficientes. 

Envisionar, ou seja, olhar para o futuro é uma constante na relação da Processor com os seus clientes, afirma a gerente de marketing da empresa, Laura Denker. 

“Ajudar os clientes a se diferenciarem no mercado, antecipar rumos e acompanhá-los nessa jornada de transformação faz parte da nossa proposta de valor”, relata.

Para isso ser possível, a Processor atua lado a lado para servi-los e ajudá-los a construir soluções que gerem valor e revolucionem a produtividade. “Essa é a síntese de uma relação vencedora, onde todos se desenvolvem, e que estamos sempre focados em construir", acrescenta. 

A Processor atende corporações de pequeno, médio e grande portes da América Latina e possui no seu portfólio soluções próprias, além de atuar como integradora. Dentro da oferta estão serviços como Plataforma LiveCloud, Managed Services, Business Solutions, Business Process Outsource e Cloud & Software. 

“Queremos que o cliente nos perceba como únicos dentro da nossa cultura de agregar valor aos seus negócios. Na medida em que ele entende isso e se beneficia, a relação se fideliza e se gera um ciclo positivo de crescimento”, observa Laura.

agosto 31
Processor patrocina evento "Tá na Mesa" diretamente da maior feira de agronegócios da América Latina, a Expointer

Aconteu ontem, 30/08 o primeiro Tá na Mesa Federasul, patrocinado pela Processor, realizado diretamente do restaurante Internacional na Expointer, dentro do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS. 

Na oportunidade, foi realizada a cerimônia de entrega de reconhecimentos do 5º Prêmio Vencedores do Agronegócio. No total seis vencedores e três destaques especiais, receberam o troféu Três Porteiras, criado pela artista plástica Angela Pettini.

Os vencedores foram escolhidos a partir da avaliação de uma comissão julgadora. Com base em critérios de criatividade e inovação, estratégia de negócio, ferramenta de marketing e resultados obtidos, o grupo selecionou nove projetos.

Veja algumas fotos do evento: 

FB_IMG_1504201019071-.jpg

FB_IMG_1504200638125-.jpg

FB_IMG_1504200974903.jpg

FB_IMG_1504200912541-.jpg

 

#juntossomosmais #ProcessorConectandoAgronegocios #processor

 

agosto 28
28 de Agosto, Dia Nacional do Voluntariado

Todos os dias reconhecemos o esforço e a dedicação do trabalho voluntário, mas hoje, 28 de agosto é o dia de parabenizar quem faz parte desta grande causa.

Ao longo dos anos, os profissionais da Processor realizam ações e campanhas que fazem a diferença nas comunidades nos quais estamos inseridos.

Há 20 anos somos mantenedores da ONG Parceiros Voluntários, pois acreditamos na causa do voluntariado e na busca da realização do propósito de "vivermos numa sociedade sustentável, tendo por base pessoas éticas e participativas".​

Parceiros.png

Parabéns voluntário! #Juntossomosmais

Marketing Processor

agosto 24
Evento "Tá na Mesa" trouxe à Porto Alegre Paula Bellizia - Presidente da Microsoft Brasil

​Ocorreu nesta última quarta-feira, 23/08, o evento "Tá na mesa" promovido pela Federasul e apoiado pela Processor. A convidada desta semana foi Paula Bellizia - Presidente da Microsoft Brasil, que trouxe entre os principais assuntos "Empoderamento de pessoas e corporações a partir da transformação digital".

Ao final da apresentação, o vice-presidente da Federasul e também CEO e Founder da Processor, César Leite, ressaltou que “a conexão com o novo vai gerar, de forma natural, novas oportunidades e novos aprendizados, basta os empresários aproveitarem tudo isso e estarem sempre conectadas às startups, à inovação e ao mercado”.

Confira a repercussão na mídia da presença de Paula Bellizia por Porto Alegre.

Paula1.jpg 
Fonte: Zero Hora - 24/08/2017 + Econômia - Marta Sfredo - Página 15


Paula2.jpg
Fonte: Jornal do Comércio - 24/08/2017  Econômia  - Página 10


Paula3.jpg
Fonte: Gazeta do Povo - 23/08/2017  Versão on-line: goo.gl/wFqp5N


Paula4.jpg
Fonte: Portal O Sul - 23/08/2017 goo.gl/ustsQn​


Marketing Processor
agosto 14
Processor achieves Compliance certification

Processor has one more quality seal: the Compliance DSC 10.000 certificate!

 

Read the article published in Jornal do Comércio:​

 

Processor, from Rio Grande do Sul, became the first technology company in Brazil to win the Compliance certification, which aims at verifying the existence of integrity mechanisms prepared to prevent and detect possible irregularities, especially those related to the Anti-Corruption Law. There are only two players in the country with the certificate – the other one is AGQ Gestão da Qualidade.

 

Certificating a company that follows all legislations concerning the Anti-Corruption Law and without demerits is a long path. Processor went through several external consulting and auditing that signaled points that should be contemplated in preparation for obtaining the certification. One of the actions was the creation of an Internal Compliance Committee, which is a determination of the norm. "We worked to establish all the rules and show that there was no risk scenario that could lead to corruption," explain Benicia Montelli, Processor coordinator of Expansion and Compliance Officer.

 

The level of detailing of the audits is severe and encompasses even the verification that the company has a garden that would justify the issue of an invoice to a gardener. Another common situation in a corporation is the practice of gifts, which must be adequate to meet the regulations of Compliance. Does the company have the habit of distributing gifts to close deals? What kind of gifts are these? Is there any chance of an employer closing a less profitable deal because he is receiving a gift from suppliers? All these questions were considered.

 

"The norm does not forbid the company from giving or receiving gifts, but establishes the creation of clear policies about the theme, as a maximum value," explain Benicia.

 

Processor achieved the certification in 90 days, a record time considering the complex process. "It was possible because we already had a solid basis for behavior in our Quality System. Moreover, we have the ISO since 1998, so adaptation to the Compliance rules was easier," she tells.

 

The Ebanc Technical Committee leader, Wagner Giovanini, praises Processor: "I must highlight the fact that the company is engaged in the implementation of a complete program, thus proving it is going in the right direction to prevent acts against public administration," he says. Ebanc was created to enable the registration and publication of DSC 10.000 – Compliance System Guidelines – and it works as an accreditation entity for the certification bodies and their accredited auditors.

 

 "This is not the reality of most companies in Brazil that, generally, have simple codes of conduct at best. That is, they are still far from obtaining this certification," he adds.

 

The norm is recent. Published in 2015, only last year the companies responsible for auditing began training. Thus, the expectation is that the adhesion increases. In the Ebanc website, over two thousand companies already downloaded the norm, which works as a guide for the implementation of these new processes and the consequent certification. About 25 of them are almost ready to look for the certification in the next few months.

 

Giovanini says that, at this moment, having the certification is a competitive differential. "Some companies that are in the certification process begin to motivate their suppliers to do the same. Soon we must have a ripple effect," he says.

agosto 14
Processor logra la Certificación de Compliance

Processor cuenta con más un sello de calidad: ¡está certificada Compliance DSC 10.000!​

Consulte el artículo publicado en el periódico Jornal do Comércio:

La empresa gaucha Processor se convirtió en la primera compañía de tecnología en Brasil a lograr la certificación de compliance, que tiene como objetivo demostrar la existencia de mecanismos de integridad preparados para prevenir y detectar posibles irregularidades, especialmente las relacionadas con la Ley contra Corrupción. Son sólo dos players en el país con esta certificación - el otro es AGQ Gestão de Qualidade.

Hasta que certificarse que una empresa cumple con todas las normas legales, que cumple con la Ley contra Corrupción y que nada la desacredita es un largo camino. Processor ha pasado por varias consultorías y auditorías externas que mostraran los puntos que deberían tratarse en la preparación para la certificación. Una de las acciones fue la creación de un Comité de Compliance Interno - que, por cierto, es una determinación de la norma. "Trabajamos para establecer todos los reglamentos y demostrar que no había escenario de riesgo que podría dar lugar a situaciones de corrupción", explica la coordinadora de Expansión y Compliance de Processor, Benicia Montelli. 

El nivel de detalle de los auditores es grande y llega a la validación de que la compañía tiene en realidad un jardín que justifique la emisión de una factura a un jardinero. Otra situación común dentro de una corporación, y que para cumplir con las normas de Compliance debe ser adecuada, es la política de entrega de regalos. ¿Después de todo, la empresa suele dar regalos para hacer negocios? ¿Qué tipo de regalo es eso? ¿No hay riesgo de un vendedor de cerrar un negocio menos rentable, ya que recibe un regalo o agrado de los proveedores? Se consideraron todas estas cuestiones.

"La norma no establece que la empresa no puede dar o recibir regalos, pero fomenta la creación de políticas claras sobre este tema, como un valor máximo", explica Benicia. 

Processor logró la certificación en 90 días, tiempo récord teniendo en cuenta la complejidad implicada. "Esto fue posible porque ya teníamos una base sólida de reglas de conducta dentro de nuestro Sistema de Calidad. Además, tenemos la ISO desde 1998, por lo que el ajuste a las normas de Compliance ha sido más ligero", dice. 

El líder del Comité Técnico de Ebanc, Wagner Giovanini, elogia el logro de Processor. "Hay que alabar el hecho de que la empresa se ha dedicado a la plena aplicación del programa y, por lo tanto, demostrar que va en la dirección correcta para evitar actos contra la administración pública", analiza. El Ebanc fue creado para facilitar el registro y la publicación de la DSC 10.000 - Directrices para el Sistema de Compliance - y funciona como acreditadora de los organismos certificadores y sus auditores acreditados. 

"Esta no es la realidad de la mayoría de las empresas en Brasil, que, en general, tienen códigos simples de conducta. Es decir, están todavía lejos de alcanzar esta certificación", añade.

La norma es reciente. Fue publicada en 2015, y sólo en el año pasado comenzaran a llevar a cabo la formación de las empresas encargadas de realizar auditorías. Por lo que la expectativa es que la adhesión aumente. En el sitio web de Ebanc, más de 2.000 empresas han descargado la norma, que sirve como una guía para la implementación de estos nuevos procesos y la consiguiente certificación. Alrededor del 25 están casi listas para buscar la certificación en los próximos meses. 

Giovanini dice que, en ese momento, tener la certificación es una ventaja competitiva. "Algunas compañías están en proceso de certificación comienzan a incentivar a sus proveedores a hacer lo mismo. Entonces debemos tener un efecto dominó en breve", proyecta.​


julho 14
Congresso da Federasul 2017 reuniu mais de 300 líderes empresariais

​O evento que contou com o patrocínio da Processor ocorreu nos dias 7 e 8 de julho, no Hotel Continental, em Canela/RS, promoveu mais de 10 painéis e workshops e teve a presença de mais de 300 líderes empresariais do Rio Grande do Sul. 

No primeiro dia de evento, destacamos o painel "Mantendo seu negócio atualizado no mundo contemporâneo", mediado por César Leite, CEO e Founder da Processor, e participações de José Renato Hopf - CEO da 4All, Otelmo Drebes – presidente das Lojas Lebes e Daniel Randon – vice-presidente de Administração e Finanças do Grupo Randon.  

Com debates econômicos, políticos, sociais e de gestão, o evento deixou uma reflexão para um Brasil melhor através de energia empreendedora, renascimento da política, protagonismo da classe produtiva, engajamento cívico e pertencimento.  

A Processor apoia essa iniciativa pois acredita que o debate promovido pelas entidades representativas e a pluralidade de ideias resultantes, contribuem para o desenvolvimento dos negócios de seus clientes!

Confira algumas fotos deste grande evento.
Imagem2.jpg
Imagem3.jpg
Imagem4.jpg


Marketing Processor



1 - 10Próxima
 

 Revista Processor News

 
 

 Selecione o assunto